Conheça os profissionais de segurança do trabalho que toda empresa deve ter:

Segurança do trabalho vai muito além de questões legais, econômicas e técnicas. Uma cultura de segurança no ambiente de trabalho envolve estratégias de gestão que impactam diretamente a qualidade das atividades executadas no dia a dia de uma corporação — envolvendo boa comunicação, prevenção, aparatos adequados de proteção e engajamento de todos os funcionários.

Contudo, para que a segurança seja também um valor na empresa, é fundamental contar com uma boa equipe de profissionais de segurança de trabalho. Eles exercem funções essenciais para garantir o bom funcionamento do empreendimento, evitando acidentes, multas, prevenindo doenças e cumprindo as normas de segurança e saúde.

Quer saber quais são os principais profissionais de segurança do trabalho que as empresas precisam ter e entender como as atividades que exercem vão impactar o dia a dia do empreendimento? Então, continue a leitura e confira!

Engenheiro

As funções do engenheiro englobam monitoramento, inspeção e certificação de equipamentos e procedimentos utilizados pelos funcionários de uma empresa. O objetivo é assegurar a integridade física e psicológica da equipe, garantindo o cumprimento das normas e leis para cada contexto.

É função do engenheiro também emitir laudos e pareceres sobre a possibilidade de execução das atividades dentro ou fora da corporação e dos processos de fabricação de produtos.

Esses profissionais colaboram para criar e gerir estratégias para tornar o espaço mais produtivo e legalizado, propiciando bem-estar para os funcionários. Dessa forma, contribui planejando e administrando projetos de prevenção a acidentes.

Entre suas contribuições no ambiente de trabalho, está a realização de palestras e comunicados que busquem engajar os demais funcionários no estabelecimento de um espaço seguro. Isso acontece tanto no nível de orientação individual quanto em forma de treinamento coletivo.

Não existe uma graduação específica em Engenharia de Segurança do Trabalho. Nesse sentido, encaixam-se nessa categoria engenheiros formados em diferentes setores e que possuem especialização em segurança do trabalho.

Técnico em segurança do trabalho

Semelhante aos engenheiros, o técnico tem como responsabilidade dominar os conhecimentos legais e normativos em segurança do trabalho, principalmente no que diz respeito aos procedimentos do dia a dia e dos equipamentos que são utilizados.

Dessa forma, é sua função avaliar instalações, uso de roupas adequadas e dinâmicas produtivas para reduzir a insalubridade e a periculosidade, assim como assegurar que as normas estão sendo executadas pela empresa e pelos funcionários.

Esse profissional precisa estar sempre bem informado sobre regulamentos e legislações, tanto da própria empresa quanto das instituições governamentais, uma vez que essas normativas mudam periodicamente. Com esse conhecimento, o profissional vai garantir que a empresa opere dentro das leis, evitando desgastes jurídicos e econômicos para o negócio.

O técnico também tem um papel importante em conectar as demandas de segurança entre funcionários, equipe de RH e gestores da empresa, principalmente via relatórios, estatísticas e avaliações constantes.

Médico do trabalho

A figura do médico em locais de trabalho é fundamental na aplicação tanto de medidas de prevenção de doenças quanto na promoção da qualidade de vida. Entre suas atribuições, está a avaliação, fiscalização e construção de soluções que envolvam a adaptação do funcionário em seu ambiente e função operacional.

Isso quer dizer que o médico deve avaliar o perfil e o tipo de serviço que o colaborador deve prestar, com o intuito de preservar a saúde do funcionário e averiguar quais tipos de cuidado a empresa precisa ter. Nesse sentido, o médico atua na redução de riscos e impactos originados da própria rotina operacional.

Além disso, o médico realiza exames admissionais e demissionais. Faz avaliações em caso de mudança interna de funções e também pode desenvolver campanhas de prevenção e conscientização, como do uso de determinados equipamentos, vacinação, promoção de vida saudável etc.

Sua atuação também pode ser mais prática e ambulatorial, realizando atendimentos em caso de acidentes, fazendo pequenas intervenções cirúrgicas bem como prescrevendo e administrando medicamentos.

Enfermeiro

Suas colaborações no ambiente de trabalho são grandes: é também responsável por garantir a saúde, a higiene e o bem-estar dos funcionários. Assim como médico, atua na elaboração de campanhas e no planejamento estratégico e educativo de medidas sanitárias dentro de suas atribuições profissionais.

 

Os enfermeiros também são treinados para lidar com acidentes que possam acontecer no trabalho, prestando os primeiros socorros, fazendo curativos e tratando de lesões. Exercem função importante no acompanhamento de profissionais que tiveram algum ferimento.

Psicólogos

Cuidar da saúde e bem-estar de funcionários é mais que zelar pela integridade física. Cada vez mais os profissionais das áreas ligadas à saúde mental têm sido convocados para atuarem no interior das corporações, com o objetivo de ampliar as formas de cuidado e prevenção a acidentes.

Esses profissionais operam principalmente com a redução de danos mentais e emocionais gerados nas rotinas ocupacionais. Com a discussão e preocupação crescente em relação às doenças psicossociais, essa atenção é fundamental.

Interessante notar que esses profissionais também ajudam a estabelecer diálogos entre os funcionários e os gestores, fazendo balanços sobre o ambiente e propondo soluções estratégicas.

Essas ações podem vir em forma de orientação, com a realização de palestras, na forma de consultoria para os gestores ou em forma de diagnósticos, em que são levantados dados sobre o ambiente pelas lentes da psicologia.

Sua atuação tende a somar com a dos demais profissionais, uma vez que torna a segurança do trabalho um processo de construção coletiva e de compreensão dos funcionários a partir de uma perspectiva biopsicossocial.

Contar com o suporte desses profissionais, em empresas de qualquer área de produção, é mais que estar de acordo com as normativas e regulamentos de operação: é tornar o ambiente de trabalho mais saudável e adequado à realização das atividades diárias.

Uma equipe preparada e multidisciplinar ajuda a tornar a segurança no trabalho um valor e um hábito. Dessa forma, cria-se no ambiente uma maior sensação de conforto e segurança, em que a negligência não faz parte da cultura da empresa.

As consequências da atuação eficiente dos profissionais de segurança do trabalho é a redução de danos físicos e psicológicos à equipe bem omo menos complicações burocráticas e jurídicas para empresa, além, é claro, da prevenção financeira de multas ou gastos com acidentes.

Achou nosso post interessante e informativo? Aprenda também sobre layout de segurança do trabalho nas empresas!